sexta-feira, 1 de março de 2013

Evidência de Design nos pêlos pubianos

Segundo artigo da médica americana Emily Gibson, remover os pelos pubianos irrita e inflama a pele, além de abrir feridas microscópicas (que ficam constantemente abertas pela depilação frequente). E esses machucados, em um ambiente quente e úmido, como os genitais, são os lugares perfeitos para que bactérias patógenas, como as do grupo streptococcus A, se desenvolvam.
A médica também acredita que áreas recentemente depiladas e com a pele mais frágil também sejam mais suscetíveis ao contágio de alguma DST, como a herpes.
“Nossos pelos pubianos estão lá por uma razão – para nos proteger de machucados, bactérias e outros patógenos. Não devemos nos envergonhar deles”, afirma. Ela também conta que está na hora de parar com a guerra aos pelos e que médicos devem encorajar os pacientes a parar com a depilação.

Fonte: Galileu

Nota. Interessante, não se encontra nada na natureza sem uma função ou um propósito. Quando não se tem uma função fisiológica tem uma razão estética. Isto é uma prova de design, a natureza por si só não poderia prever todas estas situações que necessitaria de um mecanismo especial de defesa. Se dissermos que foi pelo método de erro e acerto, em muitos casos o indivíduo não iria sobreviver e assim não haveria a chance de melhoramento da próxima geração. Um exemplo é o recurso biológico (protombina) que causa a coagulação sanguinea, impedindo a hemorragia. Está  evidenciado por vários aspectos a mão do Criador na natureza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário